Image hosted by Photobucket.com

Recomeçar


Recomeça...

Se puderes

Sem angústia

E sem pressa.

E os passos que deres,

Nesse caminho duro

Do futuro

Dá-os em liberdade.

Enquanto não alcances

Não descanses.

De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,

Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.

Sempre a sonhar e vendo

O logro da aventura

És homem, não te esqueças!

Só é tua a loucura

Onde, com lucidez, te reconheças...


Miguel Torga


Nome:
Local: Porto Alegre, RS, Brazil

Procurando respostas...

Zoundry Blog Writer

Tire todas as suas dúvidas sobre blogs.

Divulgue o seu blog!

All Images Hosting

Follow sansei10 on Twitter

27.10.05

Fim dos Tempos

Cada dia mais me convenço de que a canalhice de algumas pessoas pode ser infinita e patológica...

20.10.05

Seasons Of Love

Seasons Of Love
(do musical
Rent)

Jonathan Larson


525,600 minutes, 525,000 moments so dear.
525,600 minutes - how do you measure,
measure a year?

In daylights, in sunsets, in midnights, in cups of coffee.
In inches, in miles, in laughter, in strife.
In 525,600 minutes - how do you measure a year in the life?
How about love? How about love? How about love?

Measure in love. Seasons of love.

525,600 minutes!

525,000 journeys to plan.
525,600 minutes - how can you measure
the life of a woman or man?


In truths that she learned, or in times that he cried.
In bridges he burned, or the way that she died.

It's time now to sing out, tho the story never ends let's celebrate remember a year in the life of friends.
Remember the love!
Remember the love!
Remember the love!
Measure in love. Seasons of love! Seasons of love.


16.10.05

Grrrr...

Você está aí.
Finge ser estático.
Acha que não me incomoda.
Pensa que não me provoca.
Acredita que eu não vou ligar.
Tudo bem, eu também vou fingir.
Fingir que não quero ver você correndo,
pulando as linhas, trocando de lugar.
Droga, eu tento ser rápido,
mas você sempre está à minha frente.
A criatividade me trai, falta justamente
na hora em que eu quero ganhar de você.
Se eu tivesse muito o que escrever,
quem sabe eu te cansasse e você sumiria.
Mas não, continua aí, zombando de mim.
Maldito cursor.
 

10.10.05

Casos Ligeiros: Desconexão

 
Cansei de ser consciente
Cansei de esperar minha vez
Cansei de só ver triunfar as nulidades
Cansei de tanto ver coisa errada no mundo
Cansei de tentar entender os outros pontos de vista
Cansei de dar murro em ponta de faca, e remar contra a maré
Cansei de ser idealista e de só torcer pelo bandido
Cansei de dar duro na vida e de viver na pior
Cansei de ser sempre o último a saber
Cansei de ser sempre vidraça
Cansei de ser eu.

Eu queria muito dormir, desligar, desconectar.

Dormir...
Fechar os olhos
Cobrir bem a cabeça
Cerrar todas as cortinas
Travar bem travadas todas janelas
Apagar a luz do corredor, a da sala e o abajur
Desligar o telefone, trancar a porta da rua, o portão
Desconectar o uol, o yahoo, o google, meu maldito msn
Apagar essa televisão, desligar o rádio, e o meu dvd
Virar para o canto, como sempre virei, à direita
E não pensar em nada, só esquecer
Esquecer que eu existo
Esquecer de tudo
Ficar em paz
Dormir...

Lá vem o Sol (Here Comes The Sun)

Lennon & McCartney
Versão: Lulu Santos
Lá vem o Sol
Lá vem o Sol
Eu já sei
Tá legal
Minha Linda
Foi um inverno tão comprido
Minha Linda
Faz eras que você partiu
Lá vem o Sol
Lá vem o Sol
Eu já sei
Tá legal
Minha Linda
O riso retornando às bocas
Minha Linda
Tem sido raramente assim
Lá vem o Sol
Lá vem o Sol
Eu já sei
Tá legal
Sol, Sol, Sol
Sol, Sol, Sol
Retornando
Minha Linda
O velho gelo derretendo
Minha Linda
Não, nunca mais volte a partir
Porque...lá vem o Sol
Lá vem o Sol
Eu já sei
Tá legal

9.10.05

Vem Pra Cá

Serginho Moah/Léo H/Fernando Pezão
Não ver você
Não tem explicação
É caminhar
Pela escuridão
Ficar a fim
E não poder falar
Querer o sim
E não se acostumar
Com a solidão,
o medo de amar
Estranho vazio no seu olhar
Eu tento achar
Em algum lugar
O amor que você deixou pra trás
Vem pra cá

8.10.05

Tateando No Escuro

Um passo pra você,
outro pra mim.
Será que ainda falta muito?
Sei que se eu começar a correr,
posso te perder.
Se eu demorar demais,
você pode cansar de esperar.
E não há uma luz sequer
pra ajudar...

7.10.05

Beijo*


*Desconheço a autoria.
Kiss, beso, kissu, küchen, baiser, tzub, su-ub, pitér, felia, xkyss, potselui, neshiká: beijos em todas as linguas. É quase um consenso: poucos prazeres físicos podem ser comparados a um bom beijo, daqueles demorados, intensos, saborosos, rápidos e ardentes ou até mesmo o roubado.
E quem é que não gosta de beijar? Acredita-se que o beijo tenha surgido 500 anos antes de Cristo, época em que os amantes começaram a ser retratados nas esculturas e nos murais dos templos de Khajuraho, na Índia.

O naturalista inglês Charles Darwin (1809-1882), em sua teoria da evolução das espécies, afirma que a origem dessa carícia é mais antiga. Segundo ele, trata-se de uma sofisticação das mordidas que os macacos trocavam em seus rituais pré-sexuais.

Algumas curiosidades envolvem o beijo, como:
Em nenhuma língua celta existe a palavra "beijo".
Antigamente, na Escócia, o padre beijava os lábios da noiva no final da cerimônia de casamento. Dizia-se que a felicidade conjugal dependia dessa benção em forma de beijo. Depois, na festa, a noiva deveria circular entre os convidados e beijar todos os homens na boca, que em troca lhe davam algum dinheiro
Oliver Cromwell, no século XVII, proibiu que fossem dados beijos aos domingos na Inglaterra. Os infratores eram condenados à prisão.
Em 1909, um grupo de americanos que consideravam o contato dos lábios prejudicial à saúde criou a Liga Antibeijo.


Os romanos tinham três tipos de beijos: o basium, trocado entre conhecidos; o osculum, dado apenas em amigos íntimos; e o suavium, que era o beijo dos amantes. Os imperadores romanos permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, enquanto os menos importantes tinham de beijar suas mãos. Os súditos podiam beijar apenas seus pés.
A ciência que se dedica a estudar os beijos é a filematologia. Filemafobia ou filematofobia é o termo usado para designar o medo de beijar.
Depois de tantos beijos, que tal conferir os melhores beijos na tela da TV? Abaixo, uma seleção de beijos famosos:
- Deborah Kerr e Burt Lancaster em "A um passo da eternidade"

- Andie McDowel e Hugh Grant em "Quatro casamentos e um Funeral"

- "A Dama e o Vagabundo"

- Richard Gere e Julia Roberts em "Uma linda mulher

- Reynaldo Gianecchini e Vera Fisher na novela "Laços de Familia" da Rede Globo

- Rebecca De Mornay e Antonio Banderas em "Nunca Fale com Estranhos"

- Marilyn Monroe e Tony Curtis em "Quanto mais quente melhor"


Humm... deu até vontade de beijar, não deu?! Antes de atacar o primeiro passante, escolha o seu tipo de beijo:
Beijo de tia: aquele em que só as bochechas se encostam e a boca beija o nada.

Beijo francês: o famoso beijo de língua.

Beijo chinês: cola-se os lábios e o nariz na bochecha do parceiro, aspira-se o seu perfume e em seguida estala-se a boca num beijo sonoro.

Beijo japonês: dado pelo homem na nuca da gueixa.

Beijo esquimó: só encosta o nariz.

Beijo borboleta: os cílios encostam-se e os olhos piscam.


Posted by Picasa