Image hosted by Photobucket.com

Recomeçar


Recomeça...

Se puderes

Sem angústia

E sem pressa.

E os passos que deres,

Nesse caminho duro

Do futuro

Dá-os em liberdade.

Enquanto não alcances

Não descanses.

De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,

Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.

Sempre a sonhar e vendo

O logro da aventura

És homem, não te esqueças!

Só é tua a loucura

Onde, com lucidez, te reconheças...


Miguel Torga


Nome:
Local: Porto Alegre, RS, Brazil

Procurando respostas...

Zoundry Blog Writer

Tire todas as suas dúvidas sobre blogs.

Divulgue o seu blog!

All Images Hosting

Follow sansei10 on Twitter

26.1.06

Colo de Menina

 
Composição: Jorge Filho
 
A lua quando brilha
Fala de Amor
No gingado desse xote
Sinto o teu calor
À noite acordado
Sonho com você
O som ligado
E fico perturbado
Sem ter o que fazer
 
E tento sair dessa rotina
Não quero não
Colo de mamãe
Só quero colo de menina
E pouco a pouco
Conquistar seu coração
 
No outro dia a gente se vê
Vou prum lugar
Que lembre do sertão
E canto um xote
Pra te convencer
Vou te ensinar
Como viver é bom
E amar até
Amar até
Até quando Deus quiser
E amar até
Amar até
Até quando os dois quiser...
 
 
 
 
Ah, como eu preciso desse colo...

24.1.06

La Playa

No sé si aún me recuerdas,
nos conocimos al tiempo
tú, el mar y el cielo
y quién me trajo a ti.

Abrazaste mis abrazos
vigilando aquel momento,
aunque fuera el primero,
y lo guardara para mí.

Si pudiera volver a nacer
te vería cada día amanecer
sonriendo como cada vez,
como aquella vez.

Te voy a escribir la canción más bonita del mundo,
voy a capturar nuestra historia en tan solo un segundo.
un día verás que este loco de poco se olvida,
por mucho que pasen los años de largo en su vida.

El día de la despedida
de esta playa de mi vida
hice una promesa:
volverte a ver así.

Más de cincuenta veranos
hace hoy que no nos vemos
tú, ni el mar ni el cielo
ni quien me trajo a ti.

Si pudiera volver a nacer
te vería cada día amanecer
sonriendo como cada vez,
como aquella vez.

Te voy a escribir la canción más bonita del mundo,
voy a capturar nuestra historia en tan solo un segundo.
Y un día verás que este loco de poco se olvida,
por mucho que pasen los años de largo en su vida.

La Oreja de Van Gogh

9.1.06

Do It

Lenine/Ivan Santos

Ta cansada senta
Se acredita tenta
Se tá frio esquenta
Se tá fora entra
Se pediu agüenta

Se sujou cai fora
Se da pé namora
Ta doendo chora
Ta caindo escora
Não tá bom melhora

Se aperta grite
Se tá chato agite
Se não tem credite
Se foi falta apite
Se não é imite

Se é do mato amanse
Trabalhou descanse
Se tem festa dance
Se tá longe alcance
Use sua chance

Se tá puto quebre
Ta feliz requebre
Se venceu celebre
Se ta velho quebre
Corra atrás da lebre

Se perdeu procure
Se é seu segure
Se tá mal se cure
Se é verdade jure
Quer saber apure

Se sobrou congele
Se não vai cancele
Se é inocente apele
Escravo se rebele
Nunca se atropele

Se escreveu remeta
Engrossou se meta
Quer dever prometa
Pra moldar derreta
Não se submeta

1.1.06

Impossível?

O impossível é uma palavra.
Uma palavra que inventaram para qualificar algo que ninguém tentou antes, e que por isso todo mundo pensava que era impossível.
É talvez a expressão mais utilizada em qualquer língua desse planeta, atrás apenas de "sexo", "sim" e "cuidado!".

Voar, impossível.
Transplante de coração, impossível.
Galileu deve ter ouvido um monte de impossíveis na vida.
Eu digo com toda certeza meus amigos, impossível foi uma palavra criada num domingo a tarde na frente da TV por alguém com preguiça de pegar um copo d'água para a própria mulher.

Desde então tornou-se um mantra na boca de acomodados, chatos, quadrados, obtusos, tristonhos e preguiçosos em geral.
O impossível é apenas um lugar que ninguém ainda foi, mas que está de portas abertas para quem tiver coragem de entrar.

O gol de chapéu que Pelé fez na final da Copa do Mundo em 1958 morava no impossível.
"Imagine" de John Lennon, também morava lá.
Até que anos atrás ele sentou ao piano e compos uma canção sobre renovação, paz e sobre o poder de conquistar o impossível.

Ah, você vai dizer, mas isso é coisa de gênio.
E eu lhe respondo, que os flamingos voam 12 mil quilômetros da Ásia a América do Norte todos os anos para procriar e voltam.
Nunca soube de um flamingo gênio.
E eles fazem o que muita gente chama de impossível.

Da próxima vez que disserem que isso ou aquilo é impossível, fale sobre Lennon, sobre Pelé, sobre os flamingos, sobre o escambau, mas não deixe de tentar.
Quando falarem que o amor é impossível, que a paz a é impossível, não de ouvidos.
O impossível transforma as pessoas em chatos, faz você se sentir mais velho, mais gordo, mais triste.
E de repente, num belo dia, você acha que tomar cerveja com os amigos é impossível

O impossível, meus amigos, só existe na cabeça dos acomodados.
Keep trying, keep playing, keep shining.

(texto extraído do vídeo comemorativo dos 25 anos da agência de publicidade Fischer América)