Image hosted by Photobucket.com

Recomeçar


Recomeça...

Se puderes

Sem angústia

E sem pressa.

E os passos que deres,

Nesse caminho duro

Do futuro

Dá-os em liberdade.

Enquanto não alcances

Não descanses.

De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,

Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.

Sempre a sonhar e vendo

O logro da aventura

És homem, não te esqueças!

Só é tua a loucura

Onde, com lucidez, te reconheças...


Miguel Torga


Nome:
Local: Porto Alegre, RS, Brazil

Procurando respostas...

Zoundry Blog Writer

Tire todas as suas dúvidas sobre blogs.

Divulgue o seu blog!

All Images Hosting

Follow sansei10 on Twitter

10.9.09

Está Instaurada A Idiocracia

By Cardoso on Mundo Bizarro

Sob a desculpa da popularização, da inclusão digital, da ampliação do acesso cria-se muita barbaridade. Essa kibificação geral da humanidade não fica só no humor-de-muleta com setinha apontando a parte engraçada. Ela vai a lugares onde não há graça nenhuma.

Estou falando do projeto Leitura Facilitada, da FAPESP. A iniciativa tem, acredito, os mais elevados objetivos e a melhor das intenções, o material ideal para pavimentar estradas daqui ao Hades.

O objetivo do projeto é criar softwares que "traduzam" textos online para uma linguagem mais "adequada". Não, não é nenhum tradutor online de idiomas, é um tradutor de textos "complicados" para textos "rasteiros". Segundo o site oficial:

"(…) consiste em reduzir a complexidade linguística dos textos, substituindo palavras raras (menos frequentes) por palavras mais usuais ou dividindo e reorganizando orações longas e complexas, entre outras adaptações."

Para começar, putaquemepariu. Quando um texto em um site de uma instituição científica precisa EXPLICAR o que são "palavras raras" (como bem-notado no Flanela Paulistana) assume-se que a imbecilização é geral.

O projeto está sendo aplaudido, mas é uma das formas mais estúpidas de segregação que já vi, é algo digno da Conspiração Sionista Internacional, do Clube Bilderberg, da Maçonaria, dos Illuminati e da Legião do Mal, tudo junto. É algo saído daquelas reuniões que acontecem na cabeça dos esquerdistas, que colocam os lideres da "Elite" fumando charuto e discutindo como oprimir as massas e garantir seu emburrecimento.

Sim, é isso que esse projeto propõe, o emburrecimento institucional de uma população já burra de nascença. Ao criar mecanismos que "facilitem" a compreensão de textos estamos GARANTINDO que essas pessoas JAMAIS se interessarão em desenvolver capacidade de entendimento, JAMAIS ampliarão seu vocabulário e dependerão dos programas para dizer o que pensam sobre determinado assunto.

A criação desses programas é CRIMINOSA, é uma eugenia às avessas, onde pavimentamos o caminho para a Raça Inferior, um grupo de subletrados incapazes de entender um texto, incapazes de tentar entender um texto e incapazes de desejar
entender um texto.

E antes que apareçam os populistas-bolsa-família dizendo que sou malvado e não quero que os pobre-tudo tenham acesso ao conteúdo complexo da minha Internet, gostaria de deixar claro: Existe um projeto infalível para fazer com que os povo entendam tudo que é texto, consigam interpretar, ponderar e decidir.

É um projeto razoavelmente antigo, não é do interesse de muita gente pois não dá voto nem consegue verba com a facilidade do R$1 milhão do Leitura Facilitada, mas a longo prazo AINDA é um projeto melhor.

Chama-se ESCOLA. Invistam em EDUCAÇÃO. Inclusive de adultos. Parem de dar muletas, dêem asas!

7.9.09

Intocáveis E Invencíveis

Nelson Motta

Não tenho mais nenhuma ilusão de um dia ver algum desses criminosos travestidos de parlamentares atrás das grades e devolvendo o que nos roubou. Eles são muitos, e invenciveis. Sob fogo cruzado de denúncias,  juntam-se para se defender, como fizeram PT e PMDB no Senado, embora digam sempre que é pela instituição, a mesma que eles aviltam e  apequenam com seus atos.

O dinheiro roubado de nossos impostos, teoricamente, pode até ser recuperado, mas o crime de desmoralizar uma instituição não tem preço.

O que nos resta? Confiar na Justiça? Na Polícia? No ladrão? Com Sarney e Renan comandando o Senado e espantados com a descoberta das 181
diretorias? A maior parte foi criada pelos dois. O resto, por Jader Barbalho, ACM e Lobão. E pior. Foram criadas por resoluções da Mesa e ninguém reclamou. E mesmo se reclamasse não adiantaria nada. Tudo dentro da Lei, na liturgia do cargo.

Seria um exagero comparar as disputas pelo poder no Congresso com as guerras de quadrilhas pelos pontos de venda de drogas nas favelas cariocas? Só porque uns vendem crack e cocaína e outros, privilégios e ilegalidades? Guerra é guerra, vale tudo na disputa pelos pontos de poder. Se um tiroteio é de balas, o outro é de números e nomes; mas sempre sobram balas perdidas.

Mas, quando o cerco aperta, os dois bandos acertam um armistício: o verdadeiro inimigo é a Policia. Ou, no caso do Senado, a opinião pública. Porque eles não temem a polícia. Nem a justiça.
Eles só tem medo de perder eleição.

Diante do pacto de não agressão entre os dois bandos, resta-nos confiar nos ódios, nas invejas e nos ressentimentos das legiões de apadrinhados que estão perdendo a boca e se vingando de seus traidores. Que muitas falas perdidas encontrem seus alvos.

Diante da certeza de que eles vencerão, que jamais pagarão por seus crimes, que continuarão ricos e corruptos, e até mesmo respeitáveis, resta-nos ridicularizar suas figuras toscas, seus figurinos grotescos, seus cabelos tingidos, suas caras botocadas. Para que suas esposas e amantes leiam, e seus filhos se envergonhem deles no colégio.